Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

3 Pontos de Vista

A Convite da ZOMATO provámos “Tapas às Paletes”!

LOLA e KIKI rumaram até Cascais, para usufruir do voucher oferecido pela Zomato de um menu no Tapas às Paletes. DUDA não foi, está de regime alimentar medicamente forçado.

A localização agradava-nos: Cascais. Uma vila encantadora à beira mar plantada, um dos spots preferidos de KIKI, não fosse ela uma “menina da linha”. Encontrámos o Tapas às Paletes mesmo no centro da vila, nas ruas apenas pedonais, num cantinho muito simpático.

O ambiente e a decoração: agradáveis! Tem uma esplanada para as noites de Verão, mas como estava uma noite ventosa optámos por ficar lá dentro, local onde se saboreiam as “Tapas” em “Paletes”, não fossem essas as bases das mesas.

O atendimento: simpático! A um ritmo aceleradíssimo… eram apenas dois empregados, para uma sala e uma esplanada, num conceito de tapas que exige muita presença dos empregados e rapidez. Mas estávamos com tempo, sem horas para terminar, por isso não considerámos um problema… e os moços foram realmente muito simpáticos connosco.

As tapas: saborosas! O voucher oferecia-nos quatro tapas e a nossa escolha foi: Sapateira Recheada, Choco Frito, Bolinhas de Alheira e Lascas à Casa. Todas muito bem confecionadas, com aspeto apetitoso, o que se comprovava na prova, pois tudo estava muito saboroso. A acompanhar, escolhemos um vinho branco.

A sobremesa: entediante! Deixámos esta à escolha do empregado, que nos sugeriu a banana caramelizada com gelado. Aceitámos! Mas dececionou. Banana caramelizada com gelado de morango não joga muito bem. Dois sabores de fruta diferentes, com temperaturas e texturas opostas, não é delicioso. Um gelado de chocolate teria com certeza jogado melhor, tal como uma sobremesa diferente para cada uma, uma vez que estávamos a experimentar o sítio. Mas não foi isto que estragou todo o resto da experiência.

Damos então os nossos copos cheios ao “Tapas às Paletes”, um local para ir com tempo, num dia de passeio por Cascais e pelo Guincho.

Obrigada ZOMATO!

 

tapasaspaletes.jpgtapasaspaletes1.jpg

 

 

 

 

 

Olha a Bolinha de Berlim!

“Olha a bolinha! Alimenta, não engorda, só alarga… Olha a bolinha! Inspira gordura…”

Considerámos esta a frase da praia… Além de criativa e original, e à exceção das nossas próprias larachas, resta-nos citar um espanhol que cantava sempre que ia à água, para toda a praia ouvir, uma versão da canção “Maravilloso corazón maravilloso!”, tal qual como se estivesse no duche da sua casa.

Saboreámos as Bolas de Berlim com creme, nada preocupadas se alargava, pois estava a gerar inspiração…

IMG_2079.JPG

 

 

Saborear na Vila de Sintra!

Apesar deste dia cinzento, que mais parece de Outono, não deixamos de nos sentir com espírito primaveril, portanto nada de ficar em casa. Optámos por visitar uma das seleções da KIKI no post Spots Primaveris das Lisboetas e fomos até à Vila de Sintra.

Sintra, com um espírito muito próprio, através do seu clima, das suas cores e da sua vida.

Fizemos o percurso pela Serra, uma pequena paragem no Coolares Market e descemos até ao centro da vila. Ponto de Paragem - Piriquita II - onde nos deliciámos com um Travesseiro de Sintra.

Sintra.jpg

 

It's coffee time!

Lola...

Café…a sério à hora de almoço, “escorrido” e sem princípio de manhã e à tarde.
Não costumo pedir pau de canela, mas se vier é bem-vindo. Normalmente uso adoçante, mas se vier o açúcar, dificilmente mando para trás. Evito beber à noite, principalmente ao domingo.


Kiki...

"Primeiro estranha-se, depois entranha-se!", foi assim que Fernando Pessoa descreveu a Coca-cola e foi assim que iniciei a minha relação com o café.
Gosto dele cheio e puro - sem açúcar ou adoçante - mas o pau de canela é bem visto. Delta, de preferência!

Duda...

O melhor é o primeiro do dia, mesmo que não seja de manhã. A chávena é fria e o pacote de açúcar é inteiro. Dois goles e o dia começa!

 

fotografia.PNG