Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

3 Pontos de Vista

Soutiens com nomes de mulheres… Mulheres com nome, mas com ou sem soutiens?

Não tem outra finalidade que não estética! É um facto, pode melhorar o conforto, por exemplo correr sem ele é chato, mesmo para quem não se queixa do volume.

 

Há muito que foi imposta a ditadura do soutien, para algumas mulheres chegou a ser símbolo da opressão sexista, do imperialismo machista. Mas esses foram outros tempos, já não se queimam soutiens em prol de reivindicar a liberdade sexual, o direito à escolha, à emancipação. Agora são outros tempos, ou outros implantes!

 

E o soutien, o que é feito do soutien? Perdura… como peça democrática da roupa interior feminina, porque afinal há para todos os gostos, para reduzir, para aumentar, para ser discreto ou para se fazer notar. E, agora, até têm nomes de mulheres. Das mulheres que os vestem, felizes e entusiasmadas? Ou entediadas com um mal necessário?

 

Opinamos, numa perspetiva geracional, sobre esta peça absolutamente feminina, fazendo uma escolha INTIMISSIMI, pois foi esta a marca que se decidiu aproximar da mulher, dando nomes próprios aos soutiens.

 

LOLA

Aos 20’s… digo SIM ao soutien!

Não saio nunca de casa sem o “amigo do peito”. Tenho preferência pelo padrão liso, por vezes com um ou outro apontamento, mas geralmente sem demasiados rendados. Ainda assim, também existe um ou outro desses na gaveta. Os que dão mais confiança e os que potenciam o corpo da mulher, mas sem descurar o conforto. Na hora de escolher, não é muito difícil, pois não ofereço essa dificuldade. É, portanto, uma peça fundamental do dia-a-dia da mulher.

Confesso, quando o tiro é um alívio, mas não o dispenso nunca.

Se estivesse agora nas compras, escolhia este (sem costuras): GIOIA.

12167641_1133686086649268_1398167130_n.jpg

 

KIKI

Aos 30’s… É um SIIIIMMMMMMM. Eu uso, com todo o prazer e segurança que a peça assegura. Não concebo sequer não usar soutien, seria, para mim, um desconforto e um quase sentimento de prática de nudismo, porque há efetivamente um relevo notório no meu caso.  

Uma arma de conforto e sensualidade, é assim que o sinto. Um toque importante no decote feminino, com modelos adequados à dimensão do peito e ao formato da peça de vestuário que o vai sobrepor.

A cada ocasião adequa-se a opção!

Hoje escolho o MONICA.

 

12166657_1133686093315934_906264918_n.jpg

 

DUDA

Aos 40’s… É um NÃO!

Para mim sem, mas uso. Contradição admito! Confesso ser um sacrifício, é um “tem que ser” ou pela transparência ou pela aparência, acaba por ser indiferente. Eu, e porque não faço sombra à barriga, a seguir aos sapatos é logo o meu segundo objetivo quando me decido despir. Nunca acho aconchegante ou confortável, para mim são todos uns espartilhos, que apesar de poderem ser bonitos não deixam de ser claustrofóbicos e incómodos… Mas aqui fica a escolha: RETRO FLOWERS SIMONA.

12083751_1133686089982601_1451442928_n.jpg

8 comentários

Comentar post