Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

3 Pontos de Vista

Post-it das coisas (in)Significantes de 2015!

Depois de um pequeno interregno nas lides blogueiras, estamos de volta com o registo do que pode ser o post-it do ano que termina, talvez para colar na agenda de 2016. Deixámos de fora os acontecimentos globais, até porque os noticiários, revistas, sites e etc. o vão fazer. O drama dos refugiados e os ataques terroristas fizeram-nos escrever a vermelho a palavra Europa no nosso post-it coletivo.

O desejo de futuro cozinha-se também com temperos do passado. Aqui fica a lista dos nossos ingredientes que, em comum, tem a amizade e o nascimento dos 3 Pontos de Vista!

Card-Goodbye-to-2015-Hello-to-2016-photo-1.jpg

LOLA

Janeiro - Novo ano e novas resoluções para fazer de 2015, um ano feliz.

Fevereiro - Nasce este blog, numa descoberta de amizades improváveis.

Março - Aparecem os primeiros raios de sol e o ano começa a ganhar uma nova cor. A vontade de sair à rua, aumenta.

Abril - Uma agitação no que respeita a novos desafios profissionais. Acabaram por não se concretizar, mas ainda assim foi um mês intenso e de prova de que estamos ativos.

Maio - Iniciou a época balnear, logo no 1° dia.

Junho - O mês onde os meus treinos deixaram de ser no ginásio e passaram a ser a caminho da praia...muita, muita praia.

Julho - O mês da música. O mês de ir a festivais ouvir as bandas e os artistas preferidos, conhecer outros e ficar a gostar ainda mais de alguns.

Agosto - O mês mais marcante do ano. Fiz uma viagem que me mostrou que somos felizes com as mais pequenas e simples coisas da vida. Uma verdadeira aventura, que relembro de coração muito cheio.

Setembro - Embalada pelo espírito do mês anterior, iniciei uma poupança (ambiciosa) para conhecer outros sítios.

Outubro - Ainda que no mesmo emprego, com novas responsabilidades, o desafio aumenta e o medo de não corresponder é inevitável. Fim da época balnear.

Novembro - Um mês de reencontros, com amizades que se esperam que prosperem.

Dezembro - A minha entidade empregadora f@#€$-m% este mês, mas há a família e os amigos para dar cor (que não a das notas) à minha vida!

 

KIKI

Janeiro – Início de uma nova fase, com um espírito de que este iria ser efetivamente um ano de mudança, de coisas novas, de desafios, de coragem, de testes aos limites… Comprovou-se!

Fevereiro – Nasceu este nosso filho: 3 pontos de vista! Que alegria!

Viajei, conheci um sítio novo, ainda que por terras nacionais, mas exigiu avião, fui até aos Açores, à Ilha Terceira!

Março – a agitação profissional preencheu o tempo, foi mês de criatividade e conhecimento.

Abril – o corpo queixou-se, exigiu dedicação, tive que o ouvir e dedicar-lhe atenção.

Maio – ainda que prematuro, chegou o verão, iniciaram-se os trabalhos para o bronze, abriu-se oficialmente a época de praia, sol, esplanada…

Foi ainda mês de novas experiências! Fiz, num inesperado, a já há muito esperada aula de kizomba: adorei! Realizou-se ainda o também há muito desejado salto de bungee jump: uau! Afinal sou mais corajosa e aventureira do que imaginava!

O coração entrou em modo flutuante!

Junho – mês de mais uma vontade concretizada: andar de mota! Concluí que dificilmente irei ter a minha, mas estou pronta para andar com outros, sem medo e com confiança em quem me conduz.

Julho – mês em modo festivaleiro, a palavra de ordem foi MÚSICA.

Agosto – as merecidas férias! Estas de aproximação ao Eu, apesar de partilhadas com pessoas da minha vida, sobressaíram os momentos de reflexão e inspiração, com muita praia e sol!

Setembro – Regresso ao trabalho que representa sempre novo início, como se fosse mais uma passagem de ano. Este ficou marcado pelo espírito de poupança, para daqui a um ano conhecer a Europa; e pela decisão de ultrapassar os receios com a água, iniciei aulas de natação, não que não soubesse nadar, mas a necessidade de me aproximar a este elemento natural era premente.

Outubro – as mudanças continuaram e aqui efetivou-se o desejo de lançar um novo projeto. Muito há ainda a fazer, mas o passo foi dado!

Novembro – ultrapassada a barreira aquática, chegou a altura de encarar desafios nesta “praia”, experimentar a prática de surf e bodyboard. Longe de o saber fazer, mas a coragem de lá ir e o à vontade que senti são para mim uma grande conquista!

Chegaram os 32. Estou mais experiente!

Dezembro – reencontrei e conheci família. O tempo e as circunstâncias da vida afastaram-nos, mas as redes sociais e os laços de sangue aproximaram-nos. Mês de encontros e reencontros!

 

DUDA

Janeiro - O ano começou com as palavras de ordem do costume: fazer, acontecer e vou e quero e já decidi…

Fevereiro – Nasceu este blog e fomos três mães babadas mas com direito a dormir noites inteiras.

Março – Questionei-me como pude viver estes anos todos sem uma máquina de lavar loiça.

Abril - A primavera foi-se instalando e aumentou significativamente a intenção de fazer programas a torto e a direito, contaram-se pontes e feriados e talvez mais de metade tenham ficado pelo caminho.

Maio – Comemorámos o dia do trabalhador da melhor maneira possível – na praia a comer bolas de Berlim.

Junho - Percebi que iam mudar coisas na minha vida sem eu as ter escolhido.

Julho – Preparei-me para a mudança e ela aconteceu.

Agosto – Não tive férias, mas ganhei certezas, que só sabemos o que é verdadeiramente importante para nós quando nos confrontamos com a possibilidade de perdermos.

Setembro – O regresso à rotina, mas com vontade de fazer diferente. Foi inaugurada a odisseia da poupança.

Outubro – Planos de outono. O de me livrar dos trapos velhos ficou mais uma vez adiado.

Novembro – Decidi voltar a ter árvore de natal (só com luzes e sem tralha). Depois, e como está num vaso, vou plantar o pinheiro e só me fica a faltar o livro.

Dezembro – O frenesim do Natal deixou-me claustrofóbica como sempre. Finalmente alguns dias de férias, mas ainda não é desta que vou ver a aurora boreal.

 

Até 2016!!!

1 comentário

Comentar post