Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

3 Pontos de Vista

Piropos ou Ordinarices? Até já deu debate no Parlamento!

11694941_1089196501098227_3724767153207061123_n.jp

Em tempos, não muito longínquos, o Bloco de Esquerda discutiu a criminalização do Piropo, classificando-o como um crime de assédio sexual. Ora bem, consideramos isto a loucura absoluta. O que se perdia se abolissem os piropos das nossas vidas!

Há piropos e piropos! Ehhh Carapau!

Um piropo cai sempre bem e até faz inchar o ego e a autoestima, mas… há piropos e piropos!

Um homem à séria, daqueles à antiga, genuíno e que gosta duma gaja compostinha e jeitosa é o que se quer. Não há piropos como os dessa “espécie”, que são feitos sem maldade e que nada têm de frases feitas.

Elencamos aqui alguns daqueles que já tivemos o (des)prazer de ouvir e que consideramos o top dos tops - alguns diretamente para nós, outros para pessoas ao nosso redor.

Aqui ficam eles:

Para uma moça com uma tatuagem de uma lua: “Ai, com essa Lua, quem me dera ser Júpiter!”.

Para uma Senhora com um vestido comprido fluído: “com uns pauzinhos montava aí uma tenda e era só brincar aos Índios!” (enquanto batia na boca e fazia sons indígenas).

Está uma moça em cima de uma mota: “Como é possível um avião em cima de uma mota?!”.

Uma foto de uma moça com as pernas dentro da piscina: “ai se eu fosse tubarão, começava pelas pernas!”.

“Eh pah, é como um helicóptero: gira e boa!”

“Agora assim de repente, eu já fazia qualquer uma das senhoras mãe!”

Para uma moça que vestia umas jardineiras de ganga: “Pareces uma jardineira, não me queres aparar as folhas do manjerico.”.

“Isto é uma tentação, assim que a vejo levanto logo o pau” (pau = cancela do parque de estacionamento)

“Com essa camisa com folha de louro, quem me dera ser a sua carne para ficar todo temperado.”.

“A menina já é uma mota, só é pena não poder montá-la.”.

Para nós, um Piropo jamais pode ser interpretado como uma Ordinarice, muito menos como um crime sexual. Um piropo é praticamente um marco cultural, que revela a genuinidade e criatividade do povo Português.  

5 comentários

Comentar post