Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

3 Pontos de Vista

Conheces o verbo Marmitar®?

Apesar de (ainda) não existir, não seria difícil conjugar o verbo Marmitar®: Eu marmito, Tu marmitas, Ele marmita, Nós marmitamos, Vós marmitais, Eles marmitam. Podia ser este o verbo inventado para designar o ato de obter uma refeição a partir de um recipiente próprio para o efeito.

Os tempos justificam os meios e marmitar é um meio para poupar dinheiro e também para comer melhor, comemos o que fazemos ou o que alguém faz para nós, mas é este o verdadeiro significado de comida caseira, ou não?

Tornou-se também um meio para partilhar, porque agora em grupo já não se come o mesmo ou o que se leu na ementa do dia, há surpresa em espreitar a marmita do outro e por isso há partilha. Dá-se a provar, legenda-se como o assado da sogra ou da mãe, dão-se a conhecer os restos de domingo, o improviso do que se fez com qualquer coisa que estava no frigorífico ou a mudança de tempero. A marmita de algum modo contribui também para sermos criativos, inventores adaptados à caixa de plástico ou de vidro e acrescentarmos assunto à hora do almoço.

A lancheira tem-se tornado um adereço. Já não são apenas as crianças a levar as lancheiras para a escola, os adultos também já não dispensam este acessório que vem sempre bem “recheado”. De há uns anos para cá é também uma opção de brinde das marcas alimentares para mimar os seus clientes… Quantos de nós já não comprámos aquele produto apenas pela lancheira que vinha como brinde? E quantos não comprámos vários, para termos todas as cores e padrões?

Para quem quer, ou pode, marmitar com mais estilo, há sempre as soluções da SmartLunch, uma marca com soluções muito completas de adereços que tornam a lancheira muito completa.

Marmitar.PNG

Nós marmitamos…

LOLA

A marmita já faz parte do meu dia-a-dia…é como as calças que tenho que vestir ou o casaco que levo para o frio…já funciona como uma peça de roupa…braço direito que leva a mala, também leva a marmita. 

Nem muito grande, nem muito pequena, mas o tamanho ideal para poder marmitar durante todo o dia, seja a meio da manhã, ao almoço, ao lanche e até leva aquele pacote de bolachas... não vá dar-me uma fome extra… e ali estão elas na “bolsa mágica”.

Quanto aos rituais de preparação da marmita, tenho de facto uma grande ajuda, que fazem de mim uma “Mimada da Marmita”… confesso, a maior parte das vezes a laranja já vai descascada e repartida em gomos… ainda assim, sou parte integrante do processo, dando umas orientações quanto ao que levar. E… às vezes levo (orgulhosamente) uns douradinhos!

 

KIKI

Sempre me lembro de marmitar, já no tempo da Escola. Umas vezes era para poupar uns Euros, outras vezes era uma opção para garantir refeições mais saudáveis e de qualidade. A verdade é que os anos passaram, deixei de ser Estudante, mas continuo a marmitar e, ironia das ironias, exatamente pelos mesmos motivos, para poupar Euros que cada vez desaparecem mais depressa e para garantir refeições mais equilibradas, pois as preocupações com a linha não podem ser descuradas.

O que menos gosto? De ter que perder 5 minutos da rotina matinal a arranjar a marmita, de comer em recipientes de plástico e de nem sempre me apetecer aquilo que levo. O que mais gosto? Da garantia de que me estou a alimentar bem e da poupança que representa ao final do mês.

 

DUDA

Já marmito há 3 anos. Posso considerar-me quase veterana! O processo começa com a elaboração semanal da ementa, de ter dispositivos próprios para este efeito, frascos de tempero portáteis, talheres adaptados ao tamanho da lancheira, ou melhor da “box lunch” - em inglês fica tudo mais chique. E hoje é chique levar o almoço de casa, assumir que transportamos a nossa própria refeição de modo visível e com altivez, seja na maleta fancy ou naquela que foi uma oferta de uma marca de iogurtes. Na verdade pouco importa, porque ter estilo é saber tornar o banal interessante, fazer parecer o necessário uma escolha e acrescentar personalidade a qualquer coisa que se faça e, neste caso, também que se coma! 

2 comentários

Comentar post