Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

3 Pontos de Vista

2 Gajas numa ida à Tasca

Por volta das 19h30, após um dia de 8/10 horas de trabalho, a LOLA e a KIKI decidem alinhar numa caracolada, para descomprimir.

Optámos pelo sítio mais perto do local de trabalho, pois nestas aventuras tasqueiras importa conhecer e confiar. Ali garante-se o bom atendimento e uns caracóis de qualidade.

Assim que entrámos notámos todo um impacto na clientela, maioritariamente constituída por elementos do género masculino, pertencentes à classe operária (classe à qual até achamos uma graça, pela sua polivalência e estilo próprio). Avistavam-se também alguns senhores na idade pré-reforma.

Apresentavam-se como homens vindos do trabalho, que de forma satisfeita bebem a sua jola, tal qual aperitivo de jantar.

Aparentemente haviam uns sinais de comunicação entre eles, que fez com que um dos empregados direcionasse o seu olhar em direção à parte de baixo da nossa mesa – estávamos as duas de salto alto.

A certa altura, damos conta de uma nova agitação. Quando o Sr. Pires nos traz o jarro de vinho branco. A audiência ficou surpreendida. O que esperavam eles? Duas Coca-Cola Zero?!

A agitação é novamente promovida aquando da vinda de uma travessa de caracoletas. O que esperavam eles desta vez? Um peixinho grelhado só com legumes?!

Os palitos são postos na mesa com um “Os palitinhos já cá moram!”.

As mais ouvidas:

“Oh Zé, traz-me uma mini!”

“Oh, isso tira-se-lhes os saltos altos e botas-lhes uns chinelos.”

“As gaijas de Braga, muito giras mesmo!”

“Boa tarde amiga, estás boa?!”

tasca.jpg

 

Umas escolhas de Verão: OYSHO

Início do Verão, fim do mês, início dos saldos e para alguns até já chegou o reembolso do IRS, portanto há que aproveitar os motivos climatéricos, materialistas e circunstanciais favoráveis - um momento de compras! Efeitos, resultados garantidos na autoestima!

Desta vez, tudo na mesma loja com escolhas adequadas para a época e euros na versão light.

oysho.png

...

 

LOLA

LOLA.JPG


KIKI

Bikini Kiki.jpg     Bikini Kiki.jpg

 

 DUDA

Macacão.jpg

 

Programad'Elas #3

Escapad'elas #3.JPG

 

A ideia é quebrar a rotina e sair no sábado, bem cedo, em direção à Isla de La Toja. Pousar as coisas no Hotel Louxo La Toja e aí eventualmente almoçar. Depois de almoço, passear pela ilha, apreciar as paisagens e visitar a Capela das Conchas (coberta de conchas de vieira), os jardins e, se ainda houver tempo, porque não a Fábrica do Sabonete?!?!

 

Muito importante para quem é supersticioso: ao atravessar a ponte da ilha, não esquecer de pedir um desejo e ficar sem respirar até chegar ao fim da ponte. A lenda diz que o desejo se concretiza. ✧

 

Para o fim da tarde, ir até à Praia Barreiriño ou aproveitar um dos serviços do hotel. Porque não uma sessão de Talassoterapia?

Já estamos em domingo e vamos acordar cedo para aproveitar o dia…toma-se o pequeno-almoço e o caminho faz-se até O Grove para fazer um passeio de barco. Chega a hora do almoço e o local a escolher é o Restaurante Villa Rolendis.

Se ainda der tempo e vos apetecer, dêem um "saltinho" até Santiago de Compostela.

Já é de tarde e está na altura de voltar às terras lusas. Amanhã é dia de trabalho!

FYI - Passar a ponte demora cerca de 60 segundos...

Capturar.JPG

 

 

 

Abriu a época balnear e o Zoo chegou à praia!

Com a chegada da época balnear chegam sempre algumas coisas interessantes de se analisar. Temos aproveitado bem, é verdade, assim que vemos uma janela de oportunidade e de disponibilidade lá vamos nós a caminho.

Este ano temos notado alguma tendência de grupos de machos estereotipados. Detetado este facto, iniciámos a prospeção durante os momentos de praia, observámos e analisámos atentamente, o que nos fez chegar à identificação de grupos de machos de várias “espécies”.

Passemos então à identificação e descrição das espécies:

 

POMBO

O macho que apresenta membros superiores excessivamente desenvolvidos, em oposição notória aos membros inferiores que são diminutos.

Habitualmente “depenado”, que é como quem diz depilado, com uma significativa superfície de pele tatuada.

Faz-se acompanhar por machos e fêmeas da mesma espécie, como se de um bando de pombos se tratasse.

Desfila airosamente pela praia, fazendo notar os seus atributos superiores, vestindo calção justo e/ou curto.

pombos.jpg

 PICA-PAU

Aparenta solidão, independência e autonomia, por se deslocar habitualmente sem companhia, pretendendo, no entanto, regressar a casa acompanhado. Para atingir essa meta, adota o método pica-aqui pica-ali, saltando de ninho em ninho (como quem diz de toalha em toalha), onde existam passarinhas.

Apresenta cuidado consigo e preocupação com a escolha da indumentária.

pica pau.JPG

URSO

Um macho com um corpo preenchido de pelos, ao contrário da sua cabeça que apresenta falta de cabelos. Geralmente de estatura alta e larga.

Veste um calção básico, liso e com elástico, revelando pouco jeito e gosto para a escolha do modelo e do tamanho.

Não é habitual estarem aos pares.

homem_urso.JPG

LEÃO

Um macho que cuida e protege as suas crias e a sua fêmea, de forma atenciosa e polivalente. No entanto não é por isso que não cuida de si. Não descura a sua “juba”, mantendo-se sempre em forma e conseguindo ainda dedicar-se à prática das atividades que lhe dão gozo, como por exemplo o surf.

Apresenta-se em família, com um calção jovem, moderno, acima do joelho, sem elástico e ligeiramente descaído na zona da cintura.

É um macho ocupado, mas altamente cobiçado!

homem_leao.JPG

GOLFINHO

Macho sereno, que vai à praia para ter um momento seu, explorando a sua relação com o mar. Trata-se de um praticante de desportos aquáticos, o que faz com que se mantenha em forma e faça uma manutenção constante do bronze.

Como qualquer golfinho, que gosta de mostrar a sua elegância, quando vê uma sereia solta uns passos de corrida com a sua prancha debaixo do braço, para captar a atenção.

Veste fato técnico para a prática de desporto, ou calção comprido quando está apenas a aproveitar o sol.

homem_golfinho.JPG

GIRAFA

Apresenta um corpo tatuado, tal como a girafa, uma espécie elegante, com um porte seguro e vistoso pela forma como se desloca.

Usa um calção curto, quando comprido é sempre puxado para cima, pois gosta de mostrar o seu físico e a arte corporal.

Raramente aparecem sozinhos, pois gostam de fazer notar a sua presença, valorizando o convívio com os parceiros e expressando o seu sentido de humor.

homem_girafa.JPG

 

Seja uma ave rapina, um mamífero ou um réptil, nós observamos, analisamos e opinamos. Que ninguém se ofenda, pois afinal somos amigas dos animais!

 

A competência tem limites!

Desta vez a KIKI fica de fora, porque pertence a este grupo de pessoas de quem vamos falar.

A competência aceita-se! O excesso de competência pode tornar-se ligeiramente irritante! Conviver com a incompetência é algo que nos agasta, que nos põe fora do sério, que nos causa transtornos. Agora, conviver com alguém que é extremamente competente e que ao longo dos anos ainda tem a capacidade de se superar a si mesma nesta suposta qualidade… é de bradar aos céus!!!

O que dizer quando temos uma amiga que é assim?!?!

A competência tem limites.jpg

 Estamos a referir-nos àquele grupo de pessoas que, no seu quotidiano, praticam coisas como:

- Acordar antes do despertador tocar;

- Chegar 15 minutos mais cedo a todo o lado, mesmo quando é para ir para a praia;

- Trabalhar 12 horas (no mínimo);

- Chegar 2 horas mais cedo ao local de trabalho;

- Organizar todos os jantares e eventos sociais;

- Lembrar-se dos aniversários de todos os colegas/amigos/familiares e comprar todos os presentes;

- Ter um arquivo infinito de papelada de trabalho e lá de casa;

- Guardar as agendas dos anos anteriores (muitos anos)

- Se recebe uma multa respeitante a 2008, ir consultar na respetiva agenda onde esteve àquela hora, naquele dia e a fazer o quê;

- Estar sempre prevenida para as agruras (pensos higiénicos, écharpes para o frio, medicamentos, canetas e blocos, toalhitas,…)

- Se lhe enviaram um email há 10 minutos atrás e lhe dizem “Enviei-te um email…”, ela responde de imediato “Sim, eu vi!...Já te respondi!”

- Ter stock de tudo, ou seja, nunca tem só um desodorizante, ou só um creme, ou só um gel de banho, etc.

 

E isto torna-se irritante porque nos faz sentir incapazes de fazer o mesmo e porque tudo o que é demais enjoa… Por outro lado, é bom ter alguém assim por perto! Permite-nos ter uma margem de erro, pois está sempre ali a pessoa que nos vai “salvar”.

Ah, também dá um gozo especial poder chamar “incompetente” a uma pessoa deste género, sempre que detetamos uma falha. Funciona como um verdadeiro insulto!

Programad'Elas #2

Proponho que aproveitem como eu gostaria de aproveitar este fim de semana.

Programadelas KIKI.JPG

Uma escapadela por terras alentejanas, a cerca de 2 horas de Lisboa, até Vila Nova de Milfontes.

Para dormir, proponho a Herdade do Reguenguinho, um local propício para despertar todos os nossos sentidos, com um ambiente relaxante e muito acolhedor, uma decoração de muito bom gosto, um pequeno almoço delicioso, quartos dignos de um resort… Se tiverem preguiçosos e não vos apetecer conduzir até à praia, por lá podem aproveitar a piscina. Um pequeno paraíso!

À noite, sugiro que se desloquem até ao centro da vila e usufruam de um delicioso jantar na tradicional Tasca do Celso, que é já uma referência gastronómica da região. Poderão aqui deliciar iguarias tipicamente nacionais, num espaço acolhedor, onde se sente o cuidado e atenção com o cliente. Reservem antes, pois o espaço não é muito grande e a procura é imensa.

Bom descanso! Estou certa de que regressam regenerados!

2012-11-06-img_0628_edited-1.jpg

Best-of-Portugal-June-2012-Gallery-PT2012_2883.jpg

Sem_T_tulo23.jpg

transferir.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um brinde ao Quaresma!

ng4298475.jpg

 

LOLA

“Já tudo estava combinado e hoje posso finalmente revelar esta surpresa.”

Mas que bela surpresa Ricardo Quaresma!!!

Todas sabemos que ele é um mauzão… o que lhe confere à partida alguma graça. Clubismos à parte, 3 pontos para o rapaz! Está claramente em jogo, que é como quem diz, em dia. Com um olhar sedutor e penetrante, aparenta alguma simpatia. É impossível ficar indiferente a todo este corpo coberto de tatuagens, onde destaco em especial a da coxa direita… pois na outra, não sabemos o que há. Apresenta-se com umas mãos longas e uma zona abdominal coberta com arte floral… gosto disto! A barba que se segue ao corte de cabelo curto, não podia ser nem mais nem menos. É isto!

Palminhas à Cristina!!

LOLA.JPG

 

KIKI

Ora aqui está uma capa interessante! Não conheço a revista, nem os seus conteúdos… Nem vou partilhar para o que esta capa remete (pois todas imaginamos) … Mas importa assumir a qualidade da capa desta edição da “Cristina”! Apesar de que o destaque “Quaresma sem camisola” fica aquém do que naquela imagem se passa.

Obviamente que a última coisa que reparei quando me deparei com esta imagem no meu computador foi de que se tratava de uma capa de revista e de que havia uma Cristina Ferreira numa moldura, pois o foco visual fica preso na figura central da capa…

Gosto, gosto, gosto! O olhar felino; a expressão de segurança e convicção; a mancha de pele coberta de tatuagens (e a descoberta) nos sítios certos, quantidade e dimensão aceitáveis… Em relação às tatuagens, que é algo que até valorizo, salta à vista o preenchimento de braços e as flores que florescem de parte coberta com uma moldura que não se percebe bem o que está ali a fazer.

Um bem-haja à Cristina por ter estas iniciativas de grande impacto público!

KIKI.JPG

 

DUDA

Copo cheio porque... tudo se harmoniza muito bem! Não sabia quem era o moço e fiquei surpreendida, pois que eu, que até estou sempre afiada para falar mal, tenho que dizer bem. Muito bem conseguida a produção fotográfica. Contrastes acentuados de texturas, a pedra natural - que apela à força, com o veludo vermelho – a cor da sensualidade, a moldura pseudo-barroca está em sintonia com a exuberância das tatuagens. Nota final para o alinhamento paralelo da perna da Cristina com a perna do moço e até se aceita o contraste cromático do vestido azul. Resumindo...”quadro” bem consigo, sensual e erótico acima de tudo decorativo.

DUDA.JPG

 

É raro, mas aqui está algo que reúne 3 Copos Cheios. Um brinde ao Quaresma!

likes.JPG

 

 

Mergulho no Ar!

Sim…fizemos Bungee Jumping!

LOLA e a KIKI, na plenitude dos seus 20’s e 30’s, ganharam coragem e foram fazer Bungee Jumping.

 

Bungee Jumping.jpg

 

A decisão e aquisição do voucher, foi um impulso. O dia chegou e fomos entusiasmadas para esta aventura, cuja essência está na disponibilidade e vontade de experimentar coisas novas que está cada vez mais saliente em nós. As sensações eram mistas. A de curiosidade e suposta coragem que nos levava a saltar de uma ponte em direção ao vazio, tal como o medo e o receio, não de que os sistemas de segurança pudessem falhar, porque nisso nem pensávamos, mas sim, do desconhecido.

Uma experiência nova que já estávamos mais do que dispostas e decididas a fazer. Desafiámo-nos mutuamente…e aí fomos nós!

Bem antes das 10h da manhã já estávamos no Elevador Panorâmico de Almada, com todos os apetrechos que tínhamos preparado para este dia, que foi seguido de praia. Fomos as primeiras a chegar, claro! Com a KIKI nunca chegamos atrasadas e estávamos decididas a ser as primeiras a saltar.

Fomos recebidas pela equipa New Extremos, que com a sua - extrema – simpatia, nos começaram a explicar todos os procedimentos para que o salto se fizesse valer e a equipar-nos com todos os apetrechos de segurança necessários.

LOLA foi a primeira! A juventude dos 20’s não se revelou propriamente mais corajosa, houve alguma hesitação com três falsas ameaças de “mergulho no ar”. Mas depois lá foi, com um grito de libertação prolongado a acompanhar.

KIKI apresentou-se como uma mulher mais corajosa, atirando-se logo após o 5, 4, 3, 2, 1...

Mais ou menos corajosa, a sensação foi comum… assim que mergulhamos no ar, o mundo silencia-se e dá lugar a uma descarga de adrenalina que percorre o nosso corpo durante aqueles segundos em que vamos a uma velocidade alucinante em direção à terra, até sermos puxadas por uma corda que provoca um efeito ioiô com o nosso corpo. São 3 movimentos ioiô e temos indicações para nos agarrarmos à corda central em posição fetal e assim iniciar a descida até ao chão, onde temos outro membro simpático da New Extremos.

A aterragem, que é feita de forma lenta, torna-se num momento de descompressão em que o corpo apresenta efeitos secundários de um pico de adrenalina, que aliás se prolonga por umas horas.

Ainda com o corpo a tremer, regressamos ao ponto de partida, satisfeitas e orgulhosas por o termos feito, mas indecisas se o voltaremos a fazer.

Em breve partilharemos o vídeo da aventura!

Esta, foi mais uma daquelas em que a DUDA não alinhou. Não se anima muito com aventuras radicais e apresenta uns sinais vertiginosos. Os compromissos de mãe dessa manhã, vieram mesmo a calhar.

Proximo desejo: Salto de Páraquedas!